Selo eTwining Quality Label-AE de Moimenta da Beira

Em tempos de pandemia, também se realizam projetos interessantes

                Desengane-se quem ache que é impossível desenvolver projetos com alunos e professores de outras escolas em tempos de COVID19. A comprová-lo estão os certificados Selos de qualidade eTwinning atribuídos a 54 alunos do nosso agrupamento e a uma professora, a trinta de julho de dois mil e vinte. Os alunos em questão foram os discentes do décimo primeiro ano, turmas A, B e D do ano transato (2019-2020) e a respetiva professora de Inglês. O tema escolhido foi Contos, lengalengas, provérbios e adivinhas “Tales, rhymes and tongue twisters, sayings and riddles”.  A parceria foi feita com 35 alunos de Tabuaço e duas professoras de Português e Inglês, no âmbito de uma oficina de formação para docentes, ministrada pela formadora Isabel Cabo. Esta oficina de formação visou o trabalho colaborativo e inovador, com recurso às novas tecnologias e à aprendizagem ativa.

                Os prémios atribuídos são o reflexo dos objetivos atingidos, nomeadamente: Despertou nos alunos o interesse pela CULTURA E SABEDORIA POPULAR da língua materna e da língua inglesa, desenvolveu-se nos alunos as competências linguísticas de duas línguas, os alunos ampliaram a produção da oralidade em duas línguas (a materna e a estrangeira), promoveu-se o desenvolvimento de atividades online  que possibilitaram uma aprendizagem da língua Inglesa mais dinâmica, motivadora e de qualidade com recurso a variadas ferramentas digitais, das quais:  mentimeter, avatar, trading card, padlet, online stopwatch, wordcounter.net, wheel decide, eTwinning space, tricider, emaze, symbaloo,vizia, bitly, learningapps, wordart, socrative , quizziz , flipgrid entre outras. Deste modo, julgamos ter motivado todos os intervenientes para a necessidade de adquirirem competências que lhes permitam continuar a aprendizagem ao longo da vida, de uma forma colaborativa e promovendo sempre o saber científico, técnico e tecnológico.

                No final do projeto, os alunos enumeraram as seguintes vantagens: interação com o computador e telemóvel, diversidade de atividades, novas formas de aprender, introdução de novas ferramentas digitais, personalização de atividades e aumento da autonomia dos alunos com uma certa “gamificação” ou seja aprendizagem lúdica e divertida.

                Por último e em jeito de conclusão, acreditamos que não será um vírus que nos afasta fisicamente uns dos outros que nos “deshumanizará” e nos roubará tudo o que temos de mais HUMANO.

                Parabéns à formadora Isabel Cabo, a todos os alunos envolvidos assim como todos as docentes e a todos os Encarregados de Educação que permitiram o acesso a todas estas tecnologias.