Aveiro, Aveiro, Moimenta à vista

27 de Junho de 2017

Chegado finalmente o dia, depois de muitos a perguntar quando era o passeio, as crianças viram finalmente que o dia 14 de junho tinha chegado.

Quando os autocarros chegaram, já todos vibravam, porque não queriam deixá-los partir vazios. Entrar era, então, o início de uma experiência há muito ansiada.

Depois de uma última verificação e de constatar que tudo estava pronto, incluindo a merenda, a viagem começou rumo à cidade de Aveiro.

Os quilómetros que nos aproximavam do nosso destino eram engolidos, estrada fora, enquanto as crianças faziam a festa dentro do autocarro, a perguntar insistentemente, se faltava muito. As respostas, sempre as mesmas, de que faltava pouco, foram entretanto desnecessárias: ao meio dia pisavam o chão de Aveiro, a areia da praia estava a um passo e esperava-os. A alegria de todos e novidade para alguns, de pisar a areia fina, a fazer cócegas nos pezinhos tão sensíveis e desnudos das nossas crianças. Da areia ao mar sereno foi um salto e com as devidas precauções, as educadoras deram as mãos e proporcionaram a todas momentos inesquecíveis e marcantes.

Com a barriga a dar horas e com alguma resistência, todas se sentaram para saborear o belo almoço que as nossas cozinheiras confecionaram de manhã cedo, honra lhes seja feita, e nos saciar a fome, com a qualidade e quantidade que lhes compete.

A hora de andar de barco chegou então e os grupos integraram-se nas filas para apanhar o seu lugar no moliceiro, preparado para nos receber, com os coletes que vestiram sem reclamar.

A viagem foi maravilhosa com uma paisagem verdejante e citadina, por baixo de pontes, cruzando com outros barcos que nos saudavam. O apito surgia sempre que a passagem era estreita. As crianças estavam muito atentas e reagiam quando isso acontecia, dando o grito de alerta para o guia.

Quarenta e cinco minutos se passaram e rapidamente dissemos adeus, com muita pena.

O gelado a que tínhamos direito foi saboreado, confortavelmente, no Fórum, com muitas pessoas, a desfrutar de um verão antecipado e que ajudou muito na fruição de momentos a recordar para sempre.

Rumo a Moimenta da Beira, a viagem decorreu com normalidade e o entusiasmo contagioso, de chegar ao destino, a cantar alegremente “Moimenta da Beira tem…”, ajudou a encurtar os mais de cem quilómetros que nos afastaram da nossa escola.

Os pais esperavam ansiosos, as crianças ficaram contentes e orgulhosas por serem alvo das atenções dos adultos que as adoram e agradecem.

Mais uma viagem e o ano a chegar ao fim, outras surpresas estão para vir. Esperem para ler!